A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


domingo, fevereiro 25, 2007

 

Saudade que nos há-de acompanhar ...



Como sempre, a saudade da minha terra de antes, me há-de acompanhar e a tantos que como eu tiveram de a deixar, e seus bens que não trouxeram, suas casas, seus amores, suas dores! Enfim, lá ficou a minha terra amada. Nada que se lhe possa comparar (na altura, agora já não é a mesma) Por isso, hei-de cantar sempre, meu canto silencioso, canto apenas com Alma, porque Ela sente quando eu a chamo, e quando me lamento de tanta saudade...
Mais um versinho dedicado à minha terra mãe...



Mãe terra, que saudade de ti
Desde que vivi em ti e regressei
A outro mundo, tão diferente
Diferente de tudo em ti.

Mãe África.
Mãe da minha loucura sã
Dos meus devaneios saudosos
Dos meus quereres do antes, e,
Da vida tão intensa que vivi em ti.

Mãe África, mãe minha.
Terra onde vivi a contento
Tantos e tantos anos, feliz,
Feliz por que me deste tudo de ti
Me deste tudo quanto tinhas em teu ventre
Me ajudaste a criar, saudávelmente
Porque a terra produzia
Apenas com a tua semente
Me deste todos os peixes do mar
Me deixaste andar em ti,
Já que quando a ti cheguei
Nem sequer te perguntei
Se acolher-me poderias.

Nem foi preciso perguntar-te
Nem foi preciso escutar-te
O teu receber-me assim
Sem sequer quereres saber
Quem era eu!...

Mãe terra, mãe amiga
Que sempre de mãos estendidas
Me recebeste em teu seio
Olhaste a que nada me faltasse
Deixaste-me andar em ti
Como se de uma filha se tratasse
E eu, ingrata, nunca te agradeci
A felicidade sempre certa
Que tive ao viver em ti
Perdoa a minha ingratidão,
O lembrar-me de te agradecer, já tarde
Mas não me deixes partir
Sem me aconchegar ao coração.

Etiquetas:







Comments:
É bom sentirmos saudades às vezes!! Faz com que lembremos das coisas bonitas que já sentimos!
Deixo-te um grande beijo com meus melhores desejos para a segunda que já já tá aqui! :)



 
Esta saudade do céu, esta ausencia de viver....
Talvés o fado seja saudade...talvés.
Amália Rodrigues....é o símbolo da saudade...que cantou por todo o Mundo....
Beijos
Paulo



 
Sempre África! A tua saudosa África! Precisas urgentemente de voar até lá para matar saudades. Bonita imagen de Luanda antiga que nunca conhecerei.
1 beijo



 
Já agora ó Pascoalita, porque dizes que nunca conhecerás? Tás fartinha de saber que é para lá que vamos quando formos no bote ehhh vamos todos, ou já esqueceste? Ai essa tua cabeçinha cansada...Vamos ó pois mana, vamos e vou mostrar-te a casa onde morei toda velha esburacada por fora, mas isso nem importa, dali verás onde eu via a Landa, e onde passavamos pelos rapazes das nossas vidas, ali em frente à casa Lisboa que o Mário tembém conheçe e quem eu amava tanto na altura morava lado a lado com o os manos romano e leão verde ehhh por isso a lembrança deles sempre presente, porque eu é que ia ao pão todos os dias, e claro que ia por esse lado, já que sabia que os ninos andavam semrpe por ali ehhhhhh, são lembranças lindas, lindas, de morrer de saudade delas...Vais mana, vais comigo, nem que sejas a minha acessora quando publicar meus livros de poesia e sei lá que mais? Ainda duvidas agora mana?..
Olha que lembrança o paulo veio ao blog e eu feita de tola, leio e nem reparo que é ele, e comento comento, depois lembro-me, e volto lá e agora ele já sabe, aliás sempre soube que era eu..que mundo pequenino...Um dia de trabalho melhor que os anteriores....beijinho de mim..



 
Nin, sentir saudade só às vezes? Bems e vê que ainda és novinha.. Ora deixa passar a vida, e daqui a anos lembras-te de mim, do viver saudoso de muita coisa que já não podes ter..Especialmente se amares o lugar onde vivias, e teres que te afastar dele por politicas, por corrupção, dos outros claro, e então....Mas deixa que o tempo passe...

deixa que o tempo passe
Se tranforme num impasse,
Deixa que ele te guie
Ensine o que ainda não sabes
E mais tarde,
Cheia de sabedoria me recordes
E te lembres dos meus "acordes"...

Beijinho de mim.. e uma segunda uma terça uma quarta e por ai fora, fenomenais..a vida pede, e a idade também..



 
mana laurita,
Ora, eu disse "Luanda antiga que nunca conhecerei" pq Lunda de hoje não deve ter nada a ver, ou não será assim???
Claro que vamos lá, mana!!!



 
Será que se mantém de pé o convite para ir nessa viagem? Tenho andado tão afastadita que já nem devo ter lugar :-(
Dizem por aí que "quem vai ao ar perde o lugar"
Eu não fui ao ar, pelo contrário tenho andado muito rasteirinha :-)

1 Beijinho para ti e pensamento positivo para a fastar a saudade



 
Olá adrianna, juro que a minha saudade é doce, profunda e não me magoa, antes pelo contrário, faz-me reviver e muito..
O lugar já está reservado, a data da viagem ainda nãos ei ao certo, mas quem sabe vamos memso, mais dia menos dia, mas...já lá tá o jotinha o anjo que parece que passou o fim de semana a voar para os céus sem fim, a pascoalita a africana, não te esqueças que há alguém que fica em terra, decerto quando chegar a hora já nem haverá mais pano para o aceno..., tem sempre quem vai ao mar e quem se avia em terra..enfim....Menina, para rasteirinha chego eu com o meu metro e meio de alto..Andor, nariz empinado no seu real lugar, a muié é mais forte em tudo, só não tem a força bruta do homem, mas duas podemos muito bem com eles..ehhh todas juntas, a gente pode, se pode..jinhos de mim..



 
Adoraria is agora mesmo passar uma semanita nessa linda praia ou ilha que aí vejo, cheia de palmeiras. íamos navegar na calmaria desse mar, nesses barquitos mesmo velhitos e que bem nos saberia, longe deste mundo parvo e de correrias. Mais 1 beijinho



 
Engraçado... encontrai as meninas todas juntas nesta saudade tão sentida por terras africanas..

A menina que não quer partir o pé, a Pascoalita que não a aconselha a fazê-lo...

Já vi de onde vieram... da terra da Laurinha com travos de nostalgia.

Um beijo, Laurinha.



 
Pascoalita, certo, a terra como era já não vês, mas ela está lá semrpe na mesma, esperando qualquer forasteiro que chegue..e o que conta é que o ar que se respira é o mesmo, as cores do céu, do mar, tal e qual, por isso..é a mesma terra so que com mais estragos, e isso a idade não perdoa, e a nós, também não ehhhhhhhhhhh



 
adrianna, chama-se canoas os barquitos antigos, feitos artesanalmente pelos pescadores. Sim, é numa dessas que eu vou chagr lá aliás tenho outra opoesia, mas essa fala da minha morte um dia..e depois mesmo do lado de lá, eu faço questão de lá chegar numa canoa engalanada de flores....Moça linda, senta, esquece e pensa..E que bom que o nosso anjo apareceu..aparece sempre, para alegria nossa, das 4 ninas de agora que entrou mais uma, e penso que a adoptamos, sendo assim....



 
Anjo, já tinha comentado que deves ter iso passar o fim de semana lá pelos céus sem fim, e esqueceste-te d emim, mas cá dentro senti que regressarias semrpe com o memso miminho..que sabe tão bem à moça de Braga...
Pois é moço, se a pariga partisse um pé, além do sofrimento teria dores demais e nem a levaria ao colo, o mais provável é que lhe fosse buscar as muletas ao sótão, e mais nada. Homens de agora são atenciosos quando dali vem algum beneficio..Eu sou conhecedora da mente humana mesmo sem ser psicóloga... Sabes bem que é assim. O Homem é o ser mais egoísta da criação, sempre assim foi. Na próxima encarnação quero ser homem a ver s emudo o estatuto do homem para melhor..Andais muito por baixo no nosso conceito ehhhhhhhhhhhhhh.
beijinho de mim..Ó anjo de quem gosto tanto..mau mau mau laurinha, sou apenas uma mãe mais velha e mais nada....que recomenda sempre juizo ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhh



 
Respondendo a sua mensagem:


Laura; meu segredo é que estou usando textos acumulados desde 2001. Assim parece que sou muito prolifico, mas essa não é bem a verdade.
Hoje em dia tenho como meta escrever dois contos mensais para participar deste site:

http://www.escreva.com/

Passa lá e dá uma conferida. Eu gostei. Ele é um sitio português quem sabe não encontras alguns conhecidos.

Um beijo do Brasil e obrigado por manter contato.



 
Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu apoio e solidariedade
Soberbo... continua…
Meu blog:
http://www.sonhadoremfulltime.blogspot.com/



 
Obrigado pela visita, demorada, ao meu blog.
Beijos
Paulo



 
Obrigado pelo convite e pelos doces comentários.

Beijo



 
Olá Laura

A Saudade sempre presente da terra que nos viu crescer.

Abre este endereço, não sei porquê mas penso que vais gostar! :))

http://marius70.no.sapo.pt/barluanda.jpg


(selecciona o endereço faz copy e depois paste na barra de ferramentas)

Não se esqueçam que fico em terra vendo-vos partir.

:))


Tudo de bom



 
Mário, uau o nosso bar América, e quantas vezes lá ia com os amigos beber uma cuquinha uma nocal, ehhhhh a dobradinha no prato para acompanhar, os tremoços, moço que saudade aguada me deixaste na boca.... As mesmas cadeiras de outrora, só queria ver as gentes que estão lá dentro, decerto conhecia quase tudo.. ó moço diz lá senão é para ter saudades? achas que se esquecem esses anos todos onde a nossa vida foi linda? no melhor da nossa idade..Enfim, demos o tempo a seu tempo e fiquemos como até agora..a ver o tempo passar numa saudade constante...Nem sei como arranjas fotos dessas..mas obrigada pela alegria que tive a ver..beijinho..



 
Ehhh romano, coitado de ti se ficavas em terra, sabendo que tinhas viagem estadia e tudo pago lá na nossa terra, e ainda tinhas a lata de ficar a ver-nos partir? Só tu, rapaz ehhhhhh Já viste bem,....os dias de viagem que a barcaça leva? no meu tempo foram 10 0u 11 dias, parece, e agora deve ser a mesma coisa, só que já não vamos andar a brincar às escondidas ehhhhh, temos mais que fazer, e os ossos já moem o esqueleto..Mas, tem sempre quem tem que soltar as amarras, e vais ser tu.. depois contamos como decorreu, quem encontramos e o que trouxemos de lá!!ehhhhhh



 
De África ainda conheço apenas Cabo Verde, e talvez tenha apenas na ponta da lingua um ligeiro sabor daquilo que tu conheces: Luanda.. um dos paraísos terrestres que falta conhecer. Dá para perceber que deixaste la o teu coração. Também lá deixei mum pouco do meu, trouxe um pouco do daquele povo, assim como um pedaço de areia.. de África. Bjs



 
Não entendo porque o meu link nao fica gravado; vim através do blog do Paulo. Filha de um deus menor, talvez o titulo do filme fosse errado mas as intenções não eram más. Eu não me considero inferiorizada por isso:) valha-me a memória, valha-me o fado!
beijos

www.newcitadel.blogs.sapo.pt



 
Olá morgaine. Não falei em sentir-me inferiorizada, nada disso. disse desde que vi o titulo do Filme, já há uns bons anos, que o produtor do filme não acertou com o nome, ao catalogar os surdos como filhos de um deus menor..É só isso, não me sinto inferiorizada por isso..de todo, só que não gostei de sermos como parentes pobres ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, somos todos iguais menina..beijinhos..



 
Laurita,
Não era minha intenção dar aqui a minha opinião sobre o k escreveste acerca do título do filme "Filhos dum Deus menor", mas não concordo contigo.
Acho o título correcto e bem escolhido! A ideia é msm essa: passar a mensagem de que todos somos filhos do msm DEUS!
Ao msm tempo que denunciam a diferença de oportunidades (qtas vezes a marginalização)de quem nasce diferente, como se esses fossem filhos dum Deus menor, percebes?
Claro que não te deves sentir menor ou inferior. NUNCA!!!
1 beijinho



 
Então, pascoalita, chamassem ao filme somos todos filhos de Deus, e não de um deus menor..e pronto, encerrou a faladura. Não me atingiu em nada, só senti assim, e prontos...



 
Enviar um comentário



<< Home