A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


sexta-feira, fevereiro 16, 2007

 

Vieste ter comigo!...





Apareceste na minha vida,
Num dia como outro qualquer.
E o que depois se seguiu ...
Nem sei como aconteceu.

Vieste até mim, num papel qualquer
Escreveste como eu, noutro papel.
E o que se seguiu, nem sei dizer ...
Se foi o acaso ou por já te conhecer.

Só sei que apareceste na hora certa,
Que já me sentia pela vida, abandonada.
E como nada acontece por acaso ...
Pensei que pela sorte fui bafejada.

E, não é que nem me enganei?
Trouxeste tanto alento à minha vida,
Deste-me coisas tão belas,
Mil anos que passem nunca esquecerei.

O valor de tudo o que vi em ti,
O que tudo valeu para mim,
E o que de ti aprendi ...
E como agora gosto mais de mim.







Comments:
Hoje sou a primeira a comentar este lindo poema? Onde anda tanto pessoal?
Pois, agora entendo pq a laura não gosta dos fins de semana. Fica um pouco sozinha, não é?
Isto é muito bonito, como tudo o que escreve. Será que esse "alguém" veio para ficar? Oxalá que sim!

beijinhos



 
Oláááá..
Este alguém é um amigo querido , eu sou muito ternurenta para os amigos, não é só para as amigas..Graças que tenho um bom marido além dos filhotes, mas como não ouço a musica etc ect sempre me sinto bem andando por aqui à espera de ler e sentir amizade partilhada...Adoro a amizade que é o melhor que há..pelo menos para mim... A vontade de gritar é mais logo ou amanhã ahhhhhhhh.. O meu marido é muito caladão, aliás os maridos de todas as minhas amigas o são ahhhhhhh, rara é a mulher que nãos e queixa disso, Mas, cada um sabe de si, é?..Por isso, eu falo a dobrar e a triplicar e a pascoalita é igual, ou um cadinho pior, ainda..se possível e a nina africana também tem as baterias sempre carregadas e falamos de tudo e de nada....O pessoal assusta-se connosco ahhh, é que temos sempre assuntos bons, na manga..... Beijinhos para si moça linda, e um amanhã muito risonho, muito feliz, e vamos a por a máscara que é carnaval.....sempre podemos dar aso às nossas doideiras....



 
Venho para deixar o desejo de um bom fim de semana.
Que tudo corra bem.
Gostei do que li.
Até sempre minha boa amiga.



 
Um poema sentido para alguém que é teu amigo, ontem, hoje e sempre!

Tudo de bom



 
Não existiriam réstias, não fossem as pedras que atiram no teu telhado, os pardais barulhentos do meio dia, a goteira renitente da noite inteira. Não haviriam réstia, não fosse o sol de quem fugimos o dia todo pelo seu poder abrasador.

Um beijo

Naeno



 
Oi romano, realmente os amigos que faça, estejam lá longe ou muito perto..ficamos amigos até para lá da eternidade! Eu amo os meus amigos, eu quero-lhes com loucura. Acho que a verdadeira vida quando se vive, é assim mesmo. Eu não vivo a vida a fazer de conta.., antes pelo contrário, levo-a a sério demais. Amigo querido é amigo para toda a vida. Que o digam as amigas e os amigos que tenho. É verdade, amigo de ontem de hoje e do futuro também, e depois lá se verá.. Abraço pa ti..



 
Naeno. Ei lá moço..primeiro nem telhado tenho..
segundo, quem me dera ouvir os pardais do meio dia e da meia noite...
terceiro, as goteiras nunca na vida me imcomodaram, e de restio, amo o sol e as suas résteas desde há muitooooooooooooo..Já vivi em País do sol, do sol quente, abrasador, e isso só fez com que ficasse mais torradinha e de mioleira mole..ahhhh..Obrigada..Quis ir comentar lá, não abre a janela, deve ser por causa do sol tórrido, talvez mais logo pela fresca, dê para isso..



 
Pôxa, vou comentar o quê sobre estas palavras tão perfeitas?
Vê-se que é um poema com endereço certo, mas que tem um alcance extensivo, como se os versos fossem especialmente p'ra cada um de nós...Qüalquer um que possa ter o privilégio de estar entre tuas amizades sente-se absurdamente embevecido, com aquela sensaçãozinha de ''ser ou não merecedor'' de tamanha consideração! Bonito demais!
Gracias!



 
Puxa mestre Splinter..ehhh vc tem coração amanteigado também? Hummm me parece que sim. Só que tem semrpe quem ache que a amizade só rende..se tivermos uma convivência profunda!..Mas não sei se já sentiu que adora uma pessoa que não conhece..e detesta uma outra que tenha pertinho de si, toda a vida..e se diz amiga..ehhh me entende moço?
Mas como sempre, eu faço o que quero e digo o que quero e ainda por cima sinto o que quero a respeito de quem quero..ehhh que a miúda hoje tá brava. Obrigada por suas palavras tão doces..sabe que mais, no meio de tanta barulheira e musica metaleira, eu gosto de vc rapaz... Fique bem também..



 
Naeno, volto à carga.. As letras e as frases deram-me uma ideia que ao principio nem reparei.. Acho que te conheço ehhhhh ehhhh e mais nem digo, bela equipa de futebol ó rapaz...



 
Mestre splinter..que belo..absurdamente embevecido..uau que até me envaideci de ser capaz de escrever alguma coisa de geito...eehehehehhhhhh.. Adorei o comentário..moço que sabes ler e no ler, decifrar.. Claro que tem a quem se destine, como pode ser para algum de vós, ehhh mas o segredo é a alma do negócio..um abraço a vc..



 
Laurinha, mais um belo trabalho. Mais uma vez fostes muito feliz ao redigir estes versos. Dissestes tudo com muita inteligência e sabedoria o que o homenageado representa pra ti. Eu também agradeço a ele por hoje estar me deleitando com tantas coisas belas.
Mas me chamou a atenção o comentário do Naeno, que lindo e filosófico comentário. Tentei acessar o seu blog e não consegui.



 
Gilinho, não sei se entendeste o significado do que ele disse, eu captei, mas não tenho a certeza se é quem penso, isto de virtais ehhhhhh. beijinhos pa ti..



 
Gil, quando não dá para acessar o blog de outrém, é porque aquilo é apenas uma fachada para quem não quer ser reconhecido, respeitemos a privacidade de cada um..Pode nem ser quem pensamos, mas eu leio nas entrelinhas ehhhhhhhhhhhh..E um obrigada a esse naeno, que é bem engraçado..



 
Não é só o verso, reparem naquele serpentear do rio tão afectuoso, tão plácido, mas depois, quando se junta ao mar..eia meu... O rio mais lindo e forte que já vi, numa terra por onde passei há muitos muitos anos.



 
Publicar um comentário



<< Home