A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


sábado, agosto 02, 2008

 

Ahhh, imaginem eu nesta figura!...



Que nada, era o que faltava e que figura não faria!...
Gostei da imagem, pois lembrei-me de uma anedota que me contaram há muito tempo, e rio-me sempre que vejo uns cornos de boi ou de vaca do outro lado... Mas esta imagem nem tem nada a ver com a dita que era assim; uma moça andava sempre doente, não saia de casa e chorava todo o dia, os médicos não sabiam qual o mal dela, pois voltava sempre a ficar na mesma no fim dos tratamentos. Era todos os dias a mesma coisa, pelo entardecer entrava em pânico, berrava contorcia-se, gemia, espumava que sei lá! Levaram-na ao exorcista que tudo fez e... nada...Uma irmã achou estranho que fosse quase sempre áquela hora de fim de tarde. Então pensou,; hei-de ver o que é que a faz desmaiar e ficar assim! Esperou que chegasse aquela hora, sentou-se no quarto ao pé dela e dali a nada a rapariga gemia contorcia-se espumava esbracejava enquanto ia dizendo; ele vem lá ele vem lá, ele vai-me levar hoje, ele vai-me matar, já o sinto chegar, e entretanto aparece um par de cornos à janela, o diabo em pessoa como ela dizia, que era nada mais nada menos que um boi da vizinhança que sempre que passava ali parava para comer umas ervas que tinham num canteiro debaixo da janela do quarto dela!...
Escusado será dizer que a mana a curou de um dia pró outro!...Qual diabo qual carapuça!...







Comments:
Querida laura.
Eu sou daqueles que não queria morrer sem ter cornos... Muitas vezes vou dar uma volta com minha mulher e, quando vejo uma manada digo logo para ela:- Vêz, tanto corno a pastar e meu pai não me deixou nenhum. Eu bem queria ter muiiiiiitoscornos.
Agora outra situação; tenho um pps sobre Angola até 1975 e, gostaria de enviar-te. No entanto tem sido semore devolvido. O E-Mail que está no teu blog não o recebe. Se estiveres interessada em vê-lo, manda-me o teu E-Mail para que possas receber. São 2960...e tal fotos. Beijopca e as tuas melhoras.João



 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.



 
Aqui é a Renata Cordeiro. Uma tal de Maria Júlia Braga diz que segunda-feira estará pronto o Blog em que ela vai mostrar quem sou eu de verdade. Já avisei a vocês que estava sendo difamada. Ela diz ter fotos recentes minhas. Só se for montagem, pois não saio de casa, e quando o faço, é de carro. Quarta passada, ligou alguém do sexo feminino para a minha casa perguntando se eu tinha médico no dia seguinte, que por coincidência eu tinha, e seu tinha feito exame de sangue, o que também tinha feito. E que estava ligando para confirmar a minha consulta às 8:30 da manhã. Quando minha mãe me deu o recado, eu disse que a consulta era às 16: 40 e liguei para consultório, de onde me disseram que nminguém de lá havia ligado para mim. Se ela fotografou alguém às 8: 30 da manhã, com certeza não sou eu. Descobriu todos os meus e-mails e interceptou todas as conversas e todos os comments que ponho nos blogs dos amigos. Vocês decidem: ou dêem crédito a ela ou a mim, que vcs conhecem.
Obrigada,
Renata Cordeiro



 
Laura

Afinal a garota também sofria de dislexia, teimava em confundir cornos com diabo, que nunca ninguém terá visto. De facto, a expressão diado não passará de uma figura de retórica, a que o sub-conciente retinha.
A figura +e que é gira e é muito capaz de ser real.
Beijinho
Daniel



 
Ahhh daniel, a garota via os cornos do diabo, e aceitava logo se tivesse o trabalho de se debruçar na varanda ou janela, podia ver que era um simples boi com uns cornos que nem lhe faziam mal nenhum...ai está a moral, mais vale arriscar a ver o que se quer ou pensa, do que julgar pelas aparencias...
Beijinho, a muié pode ser uma qualquer, mas eu de certezinha que nunca fiz isso até hoje; amanhã sabe Deus ehhhhhhh..Bom domingo e beijinho da laura..



 
Puxa laura!

Ao ver a imagem, pensei outra coisa, canudo. Bem sabes como a minha imaginação é fértil...
Ocorreu-me que tinhas tido um sonho e que eras a "garotas da imagem" ... só tu para me baralhares desse jeito ahahahahh



 
Ehhh pascoalita, imaginava isso memso, ias ter pano para mangas pra me gozares ehhh mas foi a imagem dos cornos do lado de lá do muro, que encontrei ejjhhhh.. A Ligia já deve estar para ai, ides tomar café? adorei tê-los cá aos dois...
Um ji de mim...laura.



 
RRRRssss

Boa sorte para o futuro de seu filho!
Feliz domingo.



 
Não tenho nada combinado, mas quem sabe um dia destes não nos cruzamos por aí, eu e a Gi :))



 
Oh Laurinha! Essa foi muito boa mesmo!
Beijinhos :)



 
ahahahahah tu sabes cada história mais engraçada ahahahah



 
Olá capriccio, foi verdade, eu digo que é anedota, mas foi uma historia real...Beijinhos.

Palhacito, mas de onde saiste tu? vou até ti e perco-te o rato no anonimato...mas quem serás? alguma das minhas ninas amigas? só pode...beijinhos.



 
Ah, Laurinha, lá diz o "ditado": homem sem cornos é como jardim sem flores. Por sinal, suponho que foram ELES a inventá-lo e, na prática, não gostam nada... como ninguém gosta! Depois, as "consciências pesadas" fazem o resto... tal como na tua anedota!

Jinhos e um resto de bom Domingo para ti! :)



 
Nossa, que impressionante. Nossos medos nos dominam, mesmo...
Beijos carinhosos



 
tété...bem podes imaginar o que é sentirmo-nos com os ditos...que eu já os tive e de que maneira, na altura lemmbrei-me que Deus faz tudo bem feito, mas, esqueceu-se desse aspecto!...Beijinho da laura..



 
Devia ser um grande canteiro, para ter tanto que comer! ;)



 
...ahahaha!!! Gostei da sua história...
Quando há culpa, vê-se coisas...

Obrigada pelo belo poema que me deixou! Você é especial!


Beijos de luz e o meu carinho...



 
Laurita
hola amiga como estas?, te dejo muchos cariños y que estes muy bien
yo sigo dandome animo
cuidate mucho y que sea una linda semana
besitos amiga


besos y sueños



 
Rafeirinho; os canteiros nas aldeias eram do tamanho da sparedes da casa; valeu? ..cá pra mim; acho que sim, ehhhhhh. seu rafeiro metediço...beijinhos-...



 
Olá mundo azul; aquilo nem é poema, foi escrito ali naquela hora..com intensão de ser poema ehhhhhhh...Beijinhos grandes da laura..



 
Isso memso freyja, siegues tomando lo animo que tiens de luchar por ti, somente tu... tiemos los amigos, mas isso no basta...precisamos de fuerzas e muchas e tenemos de lá encontrar dentro de nós!...
Asi, fuerza para nós duas, las ninas luchadoras que cambiarán la vida e pegaran lo toro pelos cornos!...Te deseo lo que hai de mejor..besitos e saludos da laura..



 
Tem gente que só vê o que quer.
Ela queria ver um diabo e achou-o no primeiro boi que lhe chegou à janela.
Um abraço Laura.



 
Olá nino Alves; como vamos? Já tenho saudades de mais assiduidade mas eu sei que não dá, o trabaio primeiro..Beijinhos a vc e suas dua sninas a grande e a pequenita ehhhhh...laura..



 
Enviar um comentário



<< Home