A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


segunda-feira, abril 16, 2007

 

Suave, suavemente ...





Suave, suavemente enlaçaste a tua mão na minha,
Suave, suavemente encostas o teu peito ao meu
Suave, suavemente sinto o abraço suave que me dás,
O bater do teu coração junto ao meu,
Enquanto a valsa das nossas vidas vai tocando.

Suave, suavemente sinto a tua mão na minha
Enquanto rodopiamos ao sabor,
Da valsa das nossas vidas.

Suave, suavemente a musica acabou.
Pões minha capa sobre meus ombros
Vestes o teu paletó.

Chamas a carruagem
E damos início à viagem
Que será a canção das nossas vidas!







Comments:
Ainda tenho um vinil do Peter Holm com a Mónica!!!!

E gosto muito do teu blogue. E sou um eterno jovem!!

Como gosto muito de ti, peço-te para vires colaborar comigo no:

http://lusoprosecontras.blogspot.com

Junta-te à turma do eheheheheheheh



 
Ehhhh então guarda que quando passar lá no luso, de garrafão na mão, para encher claro, ehhhhhh das belas águas do Luso, e também vou ficar um cadinho sentada la no meio do caminho a olhar para aquele verde incrivel, eu vou procurar-te para que o ponhas a tocar para mim, e me dês a letra da canção (traduzida claro) e depois seguirei viagem, e farei dessa terra um ponto de paragem.
Gostei do que vi, velho bloguista pois se gostas dessa musica e tens o vinil (será que a rapaziada que nos lê, sabe o que é um vinil? és mais ou menos, ano menos ano, como eu....Beijinho de mim..



 
Vinil eu sei! Eu não conheço é a música.
Então Laura já aceitou o convite pra colaborar no lusoprosecontras?



 
Olá.. Claro que não aceitei porque eu não escrevo bem na pontuação, falho pontos falho virgulas e depois ficaria envergonhada ehhhhh, eles passam bem como estão. Lindo blogue mesmo..
Beijinhos
Quanto à musica é a que toca quando abres o meu blog, dos anos 60 pois eu tinha 16 anos quando ela saiu, e eu adorava sentir nas colunas e encostar o ouvido..Soava tão bem que...belos tempos.
Beijinho de mim. Ora ouve é onde está escrito Peter Holm..



 
Deixa de ser modesta e vai lá escrever. Aceita o convite que você pode.



 
Laura,


Muito linda gostei!!!

:))



 
Estás enganada. Não digas velho bloguista, porque eu só ando nisto há cerca de ano e meio. Quanto ao vinil, era de família e estão comigo.

Beijinho de mim e, quando vieres al Luso com o teu Manuel, bebe água da terceira bica da Fonte de S. João.

FELICIDADES!

eheheheheheheh

http://lusoprosecontras.blogspot.com



 
Tu és mais velha do que eu, mas fica bem descansadinha porque pareces uma menina de 23anos! A foto do nick assim o revela.



 
Olá zeca paleca..

Não foi por mal.. foi apenas porque se tinhas o disco e ele é dos anos 60 e nessa altura tinha eu 16, assim pensei, lógico né?
A nina das resteas na altura ainda nem tinha 20 anos ehhhhhhh, agora vou nos 55 nem te assustes. E só comecei o blog em Novembro, pelo prazer de escrever que tenho, embora como disse, falho pontos falho virgulas e...
Beijinhos sim e hei-de ir à fonte beber dessa água maravilhosa, obrigada..



 
Ainda bem, Pedro, vou escrevendo o que sai, nem tudo é mau ehhhhh. Beijinho de mim..



 
Olha que eu já aprendi muito na vida. E também sofri demasiado. Ainda hoje sofro!

Beijinhos para ti.



 
Qualquer dia vou dançar contigo ao som do Peter Holm e da sua bonita canção que foi um sucesso: MONIA - em francês.

Beijinhos
LUANDA , ó LUANDA!



 
Querido zeca paleca, sofrer é sinónimo de viver. Se fosse começar a desfilar o meu rosário, todas as contas dele não chegariam para te contar a minha vida. Coisas belas lindas também tenho..Muitas, ams esta vida por vezes é dificil,se é..
Uau dançar a mónia, sós e arranjares uma sala com chão de madeira (tábuas, umas colunas enormes com o som no máximo ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh e ós pois tá bem, mas com o chefe por longe ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh. Tou a brincar meu, mas aquele musica soa-me tão bem, até fico de lágrima no olho..apesar de não ouvir, distingo-a quando encosto a coluna do pc no ouvido (não uso aparelhos, nunca quis e leio nos lábios, muito bem, tão bem que mal se nota ehhhh, e sabes que mais? danço maravilhosamente se o companheiro também dançar, se ele dançar mal, tá aviado comigo ehhhhh
Tou a gostar de falar contigo moço...
Obrigada por entrares aqui.
Beijinho de mim, e se passar ai algum dia procuro por ti para cumprires o prometido ehhhhhhhhhhhhhhhhhh..



 
Zeca paleca..Luanda ó Luanda, anda moço conta lá o que deixaste em Luanda...se fores como eu e morreres de saudade..já somos dois, aqui nos meses de trás tem versos que fiz para ela a minha terra amada...o mar que sempre nos soube amar, enfim, ai que tristeza e ainda ontem chorei sentida, da falta do mato onde vivi algum tempo, dos meus amigos que estão longe, enfim..vida é vida essa é que é essa....



 
Este comentário foi removido pelo autor.



 
Já agora deixo um dos meus poemas favoritos:

Creio no Mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele

Porque pensar é não compreender...

O Mundo não se fez para pensarmos nele

Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...

Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,

Mas porque a amo, e amo-a por isso,

Porque quem ama nunca sabe o que ama

Nem sabe porque ama, nem o que é amar...

Amar é a eterna inocência,

E a única inocência é não pensar...

Fernando Pessoa (Alberto Caeiro)

Beijo



 
Luzidium, mas que beleza de poesia.
És ainda muito novo para tanto saber.Queme screve como tu e em sabedoria, sabe mais do que aparenta.
É isso mesmo, se nos amássemos como Ele pediu!, mas quem quer saber disso? Bens materiais é o que contacada vez mais e mais. Já vivi imensamente a vida, sei dar-lhe valor, já tive muito e não tive nada, mas continuo a acreditar NELE, NELE que nos Guia, apesar da nossa força contrária em querermos o que por vezes nem nos fará falta nenhuma..
Luzidium, vou postar agora um poema que fiz ao meu Amado Jesus.
Sempre li o que apanhei sobre o Xico Xavier, já no mundo maior, e a antiga encarnação dele era o Léon Dennis, Hipollite Leon Denizard Rivail, era? Beijinhos e muitos, um saco deles, para ti que admiro a tua energia nas coisas de DEUS..



 
Eu até danço muito bem. Deixa lá o chefe e vamos dançar a MONIA.
Moooonia dans tes yeux, je trouvé ehhh ehheh ehheh.
Aquilo é mesmo para dançar muito agarradinho! É só amor!!

eheheheh

Podes desfilar o teu rosário que não é maior do que o meu! Isso é o que eu te garanto! Se quiseres compara, mas isto não tem comparação possível, porque o sofrimento cada um lhe dá a sua valorimetria.



 
Eu prometo dançar um dia contigo. E vai ser num sítio espectacular, em ALBERGARIA-A-VELHA!



 
Ehhhhhhhhhh, mas eu só danço muito agarradinho cá com o patrão, nunca dancei assim tão agarradinha na vida a nãos er com ele ehhhh e com o tal do rapaz que no baile da universidade em Luanda, (eu com 18 anos) ele encostava-se tanto, mau mau, já estava a abusar, e quando acabou a dança (uma dels ehh) digo eu cá para com os meus botões, irra que este veio para o baile de porta chaves, e com as chaves todas da casa ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.. Fica-te com esta e se fores quem eu penso, já conheces a história há muito ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh..



 
meu zeca querido ehhhhhh rapaz do meu tempo e qual mais jovem qual carapuça ehhhhhhhh nem digo mais mas ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh..



 
Zeca paleca e querias que colaborasse no vosso blog em quê? se for coisa que eu faça bem (o escrever e por pontos onde nem são chamados, e as pobres das virgulas espeto com elas sem sentido, enfim....se der eu entro pois..ahhhhhhhhhhhhhhhhh.


E já agora quem vai abrir o baile?



 
Trus trus, posso entrar no bailarico?já não dou ao esqueleto a tanto tempo..



 
Ó africana ai está o zeca paleca que diz que vamos dançar, ó moço já cá tá mais uma concorrente ao dança comigo de Albergaria ehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, olha que com esta não te safas.....



 
Enviar um comentário



<< Home