A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


terça-feira, novembro 11, 2008

 

A menina dança? Concedida, zé do cão!...


A dança que me pediste e como não há nem haverá impedimentos, na virtualidade aceita-se tudo e mais alguma coisa e mesmo na realidade diria a mesmissima coisa!... Abra-mos o baile ao pé do mar... em frente a todos e troquemos nossos passos plas ruas da cidade... pelo mar, ou em terra, descalços e que mais faz?... ai que sai poesia na hora!...

Abramos o baile
Pelas ruas da cidade
E troquemos nossos passos
Ate que do dia, se veja
a claridade!...

Abramos o baile
Que a noite foi feita
Para dançar
Pelas ruas iluminadas
Com os pés na água a borbulhar !...

Dancemos
Dancemos sim
Que pecado seria não dançar
se a musica soa tão linda
E há uns braços para me enlaçar!...

E no rodopio da dança
Meu coração acelerado
E o meu dançarino preferido
Arrasta já seu coração, cansado!...

Na verdade zé, a idade não perdoa, mas fizemos um bailarico á maneira e até da chuva nos protegeram!... feliz s. Martinho... já comi castanhas e abri sozinha uma garrafa de vinho doce da Madeira!...





Comments:
Eu coloquei um belo repasto no meu blog mas infelizmente virtual... comi castanhas e bebi ginja, heheheh!

Muitos beijinhos!!!



 
lindo post, ótimo blog. Gosto daqui.
Tenha um belo dia.
Maurizio



 
Mihna querida, como vês portei-me como um autentico peso pluma.
E que bem que dança o Zé.
Com uma "Nena" destas, quem não dançava.

Beijocas



 
Olá Alexandre; já lá vouuuuu mas ando à rasca da garganta e calhar ainda consigo beber um copito para descansar a mona..beijinhos..



 
Ora pois ó Zézito...tou que nem poxo comigo, mal respiro, andar a dançar na água num dia de S. Martinho inolvidável (mas que palavreado!) fez-me ficar constipada e já vim de Coimbra constipada, o rais da maquineta botava-me ar pró nariz..xiça e eu que tinha de tar quietinha...bem, vim plo caminho a queixar-me e de noite o manel até me mandou uma cotovelada pa parar de respirar tão ruidosamente!...ah ah ahhhh desde quando surdo ouve o seu respirar?..bem, aproveitei, fui aquecer leite com mel e vim prá qui pró pc eram uma e meia de manhã...
Sim senhora o baile foi uma beleza e poucos sabem dançar como nóizinhos, olha pra eu de vestido longo...pareço mais alta e tudo e nem foram precisos tacões do Luis Onofre... e tu de casaca, mas onde a desencantaste? e aqueles dois que nos recolhiam a chuva!...mas que coisa fina. Adorei a nossa dança e prometo que haverá mais...mais prá frente que agora terei de curtir as dores do joelho e da anca... e tu?... Beijinhos ehhhhhh...



 
Laura, querida, você é pura delicadeza e sensibilidade.
Beijos carinhosos do João



 
Bora prá dança João, aqui num esgota, nuuum esgota mesmo, é so dançar!... se o corpo aguentar...beijinho e vc é um amor de moço... laura..



 
Não dancei, mas ainda comi umas castanhitas... :)))

E que prossiga o baile, que dançar nunca fez mal a ninguém!

Beijocas, linda!



 
Oa 2 marmanjos dançando e eu, ali, de chapéu aberto tentando protegê-los da chuva, acabei numa sopa eheheh

Mas lá que foi um baile divertido ...



 
Por aqui ainda há castanhas, preseunto, chouriço, queijos e bolos ... o São martinho ainda dura ahahah



 
tété, podias pegar no homi do guarda chuva e já estavamos todos encharcados do mar, e a nina ao lado pelos vistos era a pascoalita..parecia uma mary popins a descer dos céus..era nera, parece?... beijinhos.

pascoalita; qual Mary popins..pareces mesmo ela depois de aterrar...
dás as castanhas e não comas o que pdoe fazr mal..e a pinga acaba-se com ela num ápice, é só os ninos quererem... Beijinhos e obrigada pla cobertura..laura..



 
Há uns tempos vi uma exposição do António Carmo, pintor, que faz umas coisas de que gosto muitíssimo e escrevi este poema para um trabalho dele. Dou-to agora a ti que estás numa de dançarina...

"DANÇANDO
(A um quadro de António Carmo)

Os corpos muito juntinhos
As mãos e os braços trocados
Os passos acertadinhos
Os olhares bem fixados

E temos um par a dançar
Dentro de um quadro de esperança
Que fixa os seres que deslizam
Assim, ao jeito da dança

Ritmados, ao som da música
Os corpos se vão soltando
Sem querer, deixam os sentidos
Trocarem-se assim, dançando."

Beijinhos
Belmira (Girassol)



 
lá vem mais poesia da nina girassol, aquilo é que a nina gira na pena, e agora põe-nos a dançar...Bonito nina e muito obrigadnha pla poesia...beijinho da laura..



 
Aqui em casa não houve castanhas, mas na árvore sim. E o meu vinho foi do Alentejo.

beijos Laura



 
castanhas na árvore? deix alá que fazem mal ao figado e o vinho alentejano é bom, agora os alentejanos já na sei ehhhh...beijinhos.



 
Estás com sorte
és mesmo uma força da natureza, olha eu esqueci tudo,com esta dor que me vai na alma. Mas umdia destes vou a uma adega que eu cá sei, e vou beber vinho e tomar banhocom ele
vou meter-me debaixo da torneira da vassa, a ver se o vinho me llava a alma
e a mente. É capaz de dar resultado. beijinho
SÃO famalicão



 
Baile
junto ao mar, que delicia
e para bem havia de ser numa linda ilha que eu conheço................
as meninas iam se deliciar com o baile e não só que coisa mais linda ai ao SANDOKA OUU A SANDOKA dá-me o prazer desta dança?

SÃO famalicão



 
Olha como não vim aqui ontem,mas quero dizer que comi as castanhas e vinho(alentejo) era bom,quanto a dançar não o fiz,mas grande pena minha,fica para sábado!quanto ao amor ser do fogo! não é não senhor...mas já agora, a qual te referes? Beijinho linda fica bem



 
ai São, parece que aqueceste os pés em geropiga antes de vires escrever!...banho de vinho? olha quem sabe, ficas mais delicada e fresca que nem rosa...ai esta menina..beijinhos.

Estou-te a ver; querias ir para a nossa Ilha lá em Luanda, menina, o tempo passou, até as águas já não são as mesmas...fica bem e tem lá calma ó mulher!...ji de mim..



 
ahhh agulheta, a geropiga ainda não acabou o efeito de estufa...quanto ao amor ser do fogo? não, tudo bem, mas a qual me refiro? tens mais que um....? ahhhh o marido companheiro ...etc etc, era isso, portanto tamos conversadas o teu homi não é bombeiros e prontos..só isso..beijinhos nina ahhhh que riso..



 
Publicar um comentário



<< Home