A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


terça-feira, abril 06, 2010

 

Noites que não acontecem !...




Apenas tempo! _____________

noites __e__ dias _____ que passam ____.



Um leito vazio _______

sonho-te _________________…



Nos dias que não chegam a nascer ___________há

noites que não acontecem _________ ///…



Diz-me onde é o nosso lugar

eu poderei encontrar-te ___________!



Saciar o desejo ... ///

___________ dos nossos corpos…



Da saudade que temos ____________

de juntos _______ estar _________ .



Diz-me _____________ que ainda temos

a vida pela frente…



E que sonhas como eu _______________

com o velho amor _________ que nunca de nós se perdeu ...


É bom poder ouvir música e vozes que induzem a escrita no caminho do meu sentir!
uma coisa é certa, estou viciada! pela primeira vez na vida, sinto que a música me arrasta, me contorna e faz escrever algo que já deve transcender a minha idade, mas, se me sinto tão jovem, tão tremendamente jovem! ora pois!
E já agora o amor é tanto que eles vão cair na rede que nem jakinzinhos como diz o Paixão!...






Comments:
Viva a juventude! É muito bom ! Muitas vezes me sinto assim :)

Beijinhos :)



 
Ó Laura! Quem é o gajo que anda a papar mosca e não vê o teu leito assim vazio e o coração tão cheio??



 
o que escreveste laur é lindo e musica é o som da vida não é mesmo?
um bjo!



 
Cuidado, se a música te arrasta não te esqueças de meter uma bóia antes de começar a escrever! ;)

Beijoca!



 
Arrebatador e flamejante ,ode tua ao amor sentido,poeta queridíssima de vida minha!

UYm de tamanduá bandeira abraço,forte e fraterno

viva la vida



 
Olá fernanda, claro, era o que faltava se tivermos mais uns anitos, ficarmos enferrujadas, nánaninánão... Beijinho da laura



 
ehhh querida pitanguinha, para já não há gajo e nem conhecia essa de papar mosca ehhhhhh... também era o que faltava verem o meu leito, já agora! o amor tem tempo!
Aquele apertadinho abraço da laura



 
Meus pensamentos, música é o som da vida, da alma, do amor, é tudo. beijinho meu..



 
óóóóólááááá querido e amado rafeirito, tão bom apareceres, mas que delicia...

Bóia para não ser arrastada pela música, olha, quem sabe..aquele abraço apertadinho, laura



 
Viva Ricardinho, ode ao amor, á vida, a tudo..Beijinhoe abraço apertadinho..a saúde como vai? me dê noticias fresquinhas..laura



 
Noites que não acontecem, mas que vão acontecer.
Um post muito bonito. A começar pela jovem mulher abandonada no leito. Tão significativo. A poesia é sensual. Diz pouco para o muito que se adivinha. Mas o melhor é a prosa-poética.
« ...ouvir música e vozes...no caminho do meu sentir!...estou viciada!!...sinto que a música me arrasta, me contorna...se me sinto tão jovem, tão tremendamente jovem!».
Será que os jakinzinhos e eu próprio não estragamos a pintura?!
Aquele abraço...apertadinho.



 
Paixão; claro que vãoa contecer, um dia, quando o sol se resolver a brilhar, penso que já faltou mais!...quem me ler! ehhhh, mas que riso..
os jakinzinhos ficam muito engraçados na prosa..isto é um blogue divertido, logo, tudo o que é riso é bom..Beijinho e abraço apertadinho da laura



 
Coitados dos jaqujinzinhos
perdidos em tanto amor.
Eles são bons, mas fritinhos
em bom azeite e calor



 
Moa, ó Moa, só tu para versejares sobre jakinzinhos, e na verdade fritos douradinhos um arrozito de tomate ou de grelos e almoçito malandro...
beijinho da laura..



 
As pessoas não se tornam especiais pela maneira de ser ou agir, mas pela profundidade em que atingem nossos sentimentos
Uma boa semana
bjs com carinho



 
Muito lindo o teu poema Laurinha! Sempre jovem esse coração, és uma força da natureza.
Gosto de te ver assim, cheia de entusiasmo e de "música no coração".
Beijinhos
Branca



 
Dolce!
Cair na rede que nem Jaquinzinhos? Porra! Queres-me fritar?
Beijinhos



 
"transcender a minha idade"?!!

Laurinha, não há uma idade certa para amar.Não importa se te sentes jovem ou não. Mesmo que a pessoa saiba que a beleza dos vinte já passou,tem o mesmo direito de ser, de se sentir amada...As rugas são sinal do passar do tempo,mas encerram também muitas lições de vida, muitos ensinamentos, e quiçá são essas rugas que melhor acolhem o amor?

"Amanhã" quem sabe, não sentirás o tal calorzinho ao teu lado?

===================================
Ri-me com o Kim.Então a xopita está numa de fritar Kinzinhos? ahahahahah...



 
Música sempre faz bem ao nosso ser e realmente nos sentimos jovens só de ouví-la. Então, VIVA a música! Viva a juventude! É muito bom ter sempre uma alma jovem acompanhada de uma linda música. Beijos!



 
ouvi chamar por mim, logo, vi que caí numa rede de feitiços de amor, ah, doce amor, espera-me nesse teu leito/teu colo/ já não sou tão novo, mas, pelos vistos serás a minha musa a partir de agora/ doce laura/com alma de menina/gostei de ler os teus arroubos sensuais/
mas kizinhos fritos isso não, ai o meu colesterol/
com o mais terno respeito.

Kinzinho do Maio



 
Queridos Naty e Carlos na verdade assim é... Há pessoas e pessoas...Muitos beijinhos aos dois e aquele apertadinho abraço da laura



 
Brancamar, podes crer que eu faço a música mesmo quando ela não toca por perto...temd e ser, não gosto do estado depressivou ou de tristeza que por vezes nos leva a perder a verdadeira identidade...Fora com os tristes...e força no pensamento harmonioso, de amor, paz, felicidade..Beijinho da laura



 
Ó meu querido Kim, meu querido maninho de amor... Alguma vez fritava o nosso Kim ai, o mulherio caía-me em cima, nánaninánão, a ti só te frito o coração...és um amor..
Mas olha que até iam uns kainizitos e um arrozito de feijão como aquele em espinho, lembras-te, só que em vez de jakinzitos havia filetes de polvo que eu adoro, tão bom, e logo, a ver o mar a bater ná'reia...Foi tão belo o nosso encontro por ali...foi lindo e,estamos aqui, amigos encontrados, quem sabe, de há milénios!...
Beijinhos sem fim e dias felizes te deixo e desejo..laura



 
Sol, querida Sokl, tão bom ver-te por aqui, tão bom sentir-te nos poucos momentos que podes vir cá.

Na verdade tens razão, mas, na nossa idade há outros problemas,que tu sabes quais são, de um lado ou do outro, vai dar ao mesmo...
Deus te ouça naquela do calorzinho...
Um dia vou ter contigo para paparmos jakinzinhos e arroz de feijão, tenho saude de um petisquinho assim..alinhas?
beijinho e abraço apertadinho da laura



 
É mesmo querida Lu, a música (note que eu fui surda durante 50 anos)é um lenitivo, embriaga mais que alcool, sei lá, mais se ouve mais se deseja... e eu só entendo mesmo a parte da música, as palavras, letars de canções, ainda não! beijinho e abraço apertadinho da laura



 
Kinzinho do Junho, ehhh como está nice, fica... já sou musa de tanta gente que um a mais não faz diferença, vá lá... jakinzinhos sim, passados em farinha, fritos e aquele arrozinho divino ao pé do mar, alinhas?... se é que és de longe ou de perto..bora lá..abraço, laura



 
Oi Laura, primeiro obrigada pela tua visita, é uma honra te-la por lá.O texto é um Mix de amor, saudade, de sentir, de esperança....e por falar em esperança, não a percas nunca!


Muitos Beijos.


p.s: tens noticias da Soledade?



 
Felina, a nossa querida Sol, veio hoje comentar e não temos conversado muito, ela tem dias e dias em que se vai abaixo, é lógico!
Beijinhos e obrigada pelo carinho, quanto á esperança, guardo-a em mim desde sempre..laura



 
Nada melhor do que ouvir uma bela música para se tornar romântica e sentir as palavras correr no papel para conseguir um lindo poema.

Jakinzinhos fritos ? de repente fiquei com fome...

Beijinhos

Verdinha



 
Nem imaginas como é verdade ó verdinha, a música transporta-me para outros mundos onde o romance acontece... e as palavras fluem na maior pacatez e serenidade...

Jakinzinhos fritos é bom e eu como não havia jakins, fiz fanecas fritas com arroz de tomate e salada...uma maravilha. És servida? ainda há!... Beijinho da laura



 
Enviar um comentário



<< Home