A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


sexta-feira, agosto 10, 2007

 

Amo-te Nuno, desde os confins do mundo!...







Amo-te Nuno,
Amo-te mesmo assim
Com a quela ternura incontida
Que brota de dentro de mim.

Foste o primeiro ser
Que pus no mundo
Foste o primeiro ser
A quem dediquei
Um amor profundo...

Sei que já vimos de longe
Num caminhada sem par
E a vida dê as voltas que der,
Nunca deixaremos de nos amar!...

Não segui os conselhos de quem me disse que nunca devia ser mãe, por ser surda! e quem me disse isso levou cá com uns (ouvidos de mercador ehhh) .
Amei-te e amo-te desde há milénios. Ao tempo que já fomos tanta coisa um ao outro, mas o nosso amor é lindo, é amor mesmo, porque eu sinto todo o carinho que me dás e a ternura com que me falas e ajudas. Sim Nuno, não somos de agora e tu sabes isso muito bem. falamos muitas vezes nas vidas que há e nas que ainda hão-de vir. Serenamente aguardamos o porvir. Ambos sabemos que mais dia menos dia nos separaremos, e que depois de novo voltaremos a ficar juntos!

Pois é, faz daqui a nada ,anos que vieste ao mundo. (28) Andaste para me mandar para o outro mundo, as dores eram tantas e não havia maneira de te decidires a deixar o aconchego que tinhas numa barriga de quase 20 kilos de aumento ehhhhhhh, porque o resto pouco engordou.
Devias nascer entre o dia 23 de julho, mas não quiseste sair e além disso a lua só mudava perto do dia 11, e foi assim mesmo, dia 11 lá vinhas tu com o peso de 4,650, e 56 centimetros de comprido. Nem foi cesariana, mas levei 16 pontos, pois foi...

( e depois ia muita gente amiga lá a casa ver-te, para verem com os seus olhos que era verdade que pesavas assim tanto e medias os 56 centimetros. O que eu me ria ao constar que vinham confirmar...Tá ai a foto em baixo para verem os teus braços e a tua cara de semanas quando só tinhas dois dias e foi na maternidade mary Font em Pretória. (os médicos foram ao meu quarto darem-me os parabéns por seres o maior e mais pesado naquela altura e eu, bem, eu era a mãe mais pequenita que as Sul Africanas são bem grandes ehhh) mas os bebés delas eram mais pequeninos, e ainda tirei muito leite para dar a bebés que estavam na incubadora e as mães nem leite tinham, dei de boa vontade a uns poucos...

Nem sei explicar-te o que senti quando te puseram nos meus braços, e quando procuraste a mama ávidamente, porque foste logo para a incubadora, magoaram-te na cabeça, raparam-te um cadinho do teu cabelo, e só ao outro dia de manhã é que fui dar-te de mamar. Parecia que nunca tinhas feito outra coisa. Adorei ver como procuravas onde abastecer ehhhh.
Tens sido uma das causas da minha felicidade neste mundo, depois coma vinda da Neide, o quadro ficou completo. Adoro ver-vos juntos e amigos. Acho que não há felicidade maior numa familia.

Assim, desejo que tenhas um feliz dia, e que a vida te traga ainda muitas coisas boas.
Já deu para veres que ela nunca corre como a gente quer, mas com força e muita luta, tu conseguirás realizar os teus sonhos.
Eu também fui realizando os meus, aos poucos a vida vai-nos dando outras chances e tudo se vai enquadrando.

Na foto acima tinha 8 meses de gravidez, a barriga ainda cresceu mais, sim senhor...e abaixo tinhas apenas um dia e pouco, braços gordos e eras cheiinho e nada de magrinho...
Deus te abençoe filho e te guie sempre pelos melhores caminhos, nem que sejam os mais custosos... Mas tu conseguirás chegar onde quiseres!
Beijinhos e abraços cheios de carinho da mãe que te ama. laura...
E mais dia menos dia já podes cantar naturalmente e eu já não preciso de sentir a tua guitarra, e pode ser a bela lady laura, eu gosto.







Comments:
Olá Lady Laura!
Adorei o post. Parabéns!

Gosto de vir aqui, e hoje venho deixá-te uma poesia.
Um grande abraço e um feliz fim de semana.
......

A Esperança

Surge agora um novo sentimento,
Pelo mundo corre um forte brado!
Que nas asas de um propício vento,
Pelo mundo seja divulgado.

Esse ideal jamais verá na Terra
Rubro sangue ou negra tirania;
Às nações eternamente em guerra
Só promete paz e harmonia.

Sob o santo emblema da Esperança
Vinde vós, ó nobres paladinos
E mui breve o mundo a paz alcança.
Da concórdia ouvindo alegres hinos.

Se há barreiras, fortes, seculares,
Entre os povos sempre divididos,
Cairão da guerra esses altares
Pelo amor somente destruídos.

Quando houver o mútuo entendimento
Da Babel caindo o mal profundo,
Surgirá de tal congraçamento
Uma só família sobre o mundo.

Da Esperança o exército disperso,
Pugnará em luta gloriosa,
Até quando a Paz sobre o Universo
Dominar p'ra sempre vitoriosa!

Poema escrito em Esperanto por
Dr. L. L. Zamenhof.
Traduzido para o português por
J. B. de Mello e Souza.



 
Minha querida Izeldinha. Que poema mais belo para o post do meu nuno, ele faz amanhã anos e entro aqui e deparo com este belissimo poema que é o poema que mais esperança nos dá!
Anseio pela verdadeira paz, pelo verdadeiro amor e que a pobreza acabe de vez e os seres não sejam movidos pelos interesses de cada um, mas de todos...Moça, nem sabes como anseio mesmo que a vida dê aquela volta que ainda falta. Eu sei que jesus está cada dia mais perto de nós. Aguardemos com muita esperança. Adoraria aprender Esperanto, mas é dificil e sem ouvir, pior. Mas, vou ver se faço um implante coclear e depois...quem sabe...



 
Bom dia! Tou de passagem ...
Que linda declaração de AMOR.



 
É, é o meu amor primeiro ó cusca, e tu sabes o que é isto não sabes? tens cusquinhos no ninho? ama-los também né? sabe bem não sabe? e se eles são bons ainda sabe melhor tê-los...



 
Laurinha, que bela demonstração do mais puro amor de mãe. Aproveito para desejar ao Nuno, muita PAZ, muita SAUDE e que possa comemorar esta data por muitos e muitos anos.
Sucesso a todos vocês.



 
No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe.

Tudo porque já não sou
o retrato adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, ás vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;
ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;
ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às vezes às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

Poema à mãe (Eugénio de Andrade)

Parabéns!



 
Ai Laurinha que emoção.. Parabéns.. Um beijinho.Ell



 
Carlosii, mas que beleza de versos, este Eugénio de Andrade era mesmo um génio...
Ai se vê que as pernas crescem, e os filhos passam a amar de outra forma, mas o meu ama-me como sempre, e eus ei que a lei da vida é assim, ele pode e deve amar a mulher que escolher, (já tem uma muito nita ehh e neste momentoe stão a jantar eles e a Neide a minha filha e o namorado, dão-se todos muito bem, que bom..)mas o meu cantinho tá lá nele no coraçãozinho dele que ele tem lá sempre lugar para mim...
Obrigada pelo trabalho que tiveste a escrever para mim, coisa linda, e com esta já são duas lindas poesias...Beijinhos a ti, de mim...



 
Olá Gilinho meu amor de irmão! Foi o que saiu.
Ele anda feliz e ao menos isso...
Ele leu mas não quis comentar, diz que estava lindo e a minha foto de grávida que era uma gaja boa e linda na mesma ehhhhhh, tadinho dele...



 
Bichinho de conta, foi assim mesmo e sinto mesmo assim.
Beijinho a ti ó Ell, chamam-te assim? posso também chamar? Ell acho que soa bem, e prende a lingua a pronunciar nos dentes ehhhhh...



 
Parabéns ao teu rebento e à nina dele que tb está hoje de parabéns! Está aqui um post cheio de linda poesia:)



 
Carlos ii, voltei a ler e reler este lindo poema e que cosia mais linda, e que bem me sabe ler e reler...
Obrigada mais uma vez, parece que tive muita sorte com os poetas neste dia!...ehhhe também me chamaram poetisa, eua choq ue ainda sou poetisa de meia tigela, mas sou ehhhhhhh, porque me menos de 9 meses já fiz mais de 500 poemas...



 
Meninos e meninas, leiam e releiam o poema da izeldinha e vejam a profundidade daquelas palavras que dizem tudo o que eu anseio que o mundo seja!...



 
olá Laurinha!!!!
è a Sónia. Feliz é o teu filho ter side gerado num ventre puro e especialmente predominante num reflexo de esperança.
Parabéns ao Nuno e á mãe do NUno. essa senhora de sorriso brilhante e de coração gigante mas destroçado pelas pegadas da nossa vida.
Minha linda... continua assim agarrada à esperança e verás que o quão belo será poderes ouvir a tua própria voz!!!
Que Deus te abençoe nesta barca de esperança!!!
Beijinhos!!! Sónia



 
LARINHA, não imaginas o quanto me deixa feliz quando vejo você por aqui.
Também senti saudades. E o Córrego de Areia fica mais alegre quando você aparece.
Sabe, você escreveu uma grande verdade, se os dias fossem iguais seria mesmo monótono. E a vida é bela mesmo nos dias de neblina... o sofrimento passa, é fase.
O que nos fortalece é o apoio dos amigos(as).
Ao ler seu verso confesso que me emocionei, agora estou bem. O sol voltou a brilhar.

Quanto a esperança, concordo contigo, é urgente ao mundo tão cruelmente desarmonizado.

Um grande carinhoso abraço à ti nina bela e teu nuno.



 
Falou a nossa Sónia que eu batizei de (a nossa Diva) é que dizem que tem cá uma voz de ópera..hum, tou mortinha para ver se é mesmo assim...ela é encenadora de teatro, ela canta, ela dá cursos sobre tantas cosias, e está é a minha Diva..Sónia aguarda que eu canto ao teu lado. E já agora vou fazer uma poesia que tem de ser BELISSIMA, para cantarmos as duas lá no alto do Sameiro, para Nossa Mãe Maria e seu Divino Filho, Jesus...
Vou para lá quando puder, e levo meu gravador que me ofereceram há dias, gravarei e depois a letra se escreverá...Vamos sóninha, prepara essa voz de Diva e vamos as duas gritar aos 4 ventos, o nosso amor por Maria e Jesus!...



 
Amor de Mãe
O Amor da mãe pode ser traduzido
em uma palavra:
doação.
Falar desse sentimento é entender que ele
é a mais completa forma de amor.
Um amor que se doa, coloca em primeiro plano o bem-estar, a segurança de um outro ser. Impossível falar de mãe sem falar da pureza de um amor, que diante de todo o sofrimento disse Sim: Maria.
Uma mãe que, como tantas mães em nosso país,olha com lágrimas nos olhos o presente e o futuro árduo do filho.
Talvez seja por isso que a mãe Maria se expressa em cada olhar de mãe, em cada gesto de doação da mulher.
No rosto de uma mulher que assume
a maternidade inteiramente,mesmo diante de tudo o que há de vir,
há a presença iluminada de um lado vivo, mas esquecido por todos,
homens e mulheres:
O AMOR!!!!



 
Ora nem mais Acácio!...
O mal do mundo é que deixam o amor e querem te ro amor, apena sna parte fisica, do resto já não querem saber... Amar a um é amar a todos, amar a rodos, eu faço por isso, mas claro que ainda estou muito longe da perfeição, mas...tento, se tento.
Nossa Mãe maria sim, a ver o filho sofrer e ser maltratado..
Eis um poema meu, feito a pensar no sofrimento e não a ajudamos quando pregaram o Filho na cruz...


Maria da Nazaré …



Elevem vossas vozes
Em harmonia,
Elevem vossos cânticos
Em nome de Maria …

Maria, Mãe de Jesus,
Que sofreu a assistir
No Monte das Oliveiras,
A vê-Lo ser pregado numa cruz …

Porque teve de ser assim?
Uma mãe a assistir
À agonia do filho querido
Que não pôde socorrer?

Mãe Maria, nossa Mãezinha,
Te pedimos perdão da nossa cegueira
Te abandonamos aos pés da cruz
Naquela hora, derradeira …

A profecia estava a ser cumprida, é certo
Mas poderíamos ter tentado, todas juntas …
Poderíamos rodear-te do nosso amor,
E não abandonar-te, deixar-te Sózinha,
Com a Tua dor …
Beijinho para si, de mim...



 
Olá! Espero que tenha saido um excelente Domingo. Mas que a Segunda Feira seja fantástica!
jinhos



 
Parabéns ao Nuno e sua mãezinha. Isto é comovente e recordo também outras coisas que outros já viveram. Parece tirado a papel químico.

Cadê o bolo e o champanhe? Esqueceram-se de trazer?
Não pode ser!


eheheheheh



 
Olá

A letra da Lady Laura dou eu

Lady Laura
Tenho às vezes vontade de ser
Novamente um menino
E na hora do meu desespero
Gritar por você
Te pedir que me abrace
E me leve de volta pra casa
E me conte uma história bonita
E me faça dormir
Só queria ouvir sua voz
Me dizendo sorrindo
Aproveite o seu tempo
Você ainda é um menino
Apesar de distância e do tempo
Eu não posso esconder
Tudo isso eu às vezes preciso escutar de você

REFRÃo:
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me conta uma história
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura!!!
Lady Laura, me leve pra casa
Lady Laura, me abrace forte
Lady Laura, me faça dormir
Lady Laura!!!

Quantas vezes me sinto perdido
No meio da noite
Com problemas e angústias
Que só gente grande é que tem
Me afagando os cabelos
Você certamente diria
Amanhã de manhã você vai se sair muito bem
Quando eu era criança
Podia chorar nos seus braços
E ouvir tanta coisa bonita
Na minha aflição
Nos momentos alegres
Sentado ao seu lado, eu sorria
E, nas horas difíceis
Podia apertar sua mão

REFRÃO:

Tenho às vezes vontade de ser
Novamente um menino
Muito embora você sempre acha que eu ainda sou
Toda vez que eu te abraço e te beijo
Sem nada dizer
Você diz tudo que eu preciso
Escutar de você....


Agora só falta ele pegar no violão e tu ouvires a canção.

Para ele e para ti PARABÉNS.



 
VERDADE...só faltavas tu zeca, já estava a desistir de ti...

Bolo champanhe? nem fiz nem comprei ehhhh... o tempo das vacas gordas já passou aqui...
fiz bom almoço e sobremesa e o bolo e o champanhe eles festejam com os amigos num jantar, mas se queres bolo, não tarda temos aqui para oferecer-vos...
Jinhos de mim.



 
Querido marius, só tu...
Quase a sei de cor de ele ma cantar, mas nada como ter a letra mesmo.
Obrigada pelos parabéns. Nem todos os pais sabem o que é ter bons filhos que não lhes dêm cabo da cabeça (pelas queixas que me fazem as amigas e não só!) claro que por vezes também me chateio com eles, mas este Nuno sabe dar a volta, e se há discussão e até com razão, na maioria das vezes, acabamos a rir perdidos, ele lá sabe lidar com a mãe...Ao menos isso. a neide já nem tem tanto jeito, e o claudio, esse, esse tem adrenalina a mais...e fala cumó caraças, gesticula e grita ehhhhhh, acho que a partir de agora (dá-me tempo) vai ter de baixar o volume...
Beijinho a ti.



 
O meu ainda só tem dois anitos e meio, mas serão sempre os nossos bebés, tenham a idade que tenham.
Beijos amigos.



 
à fotos que valem mais que mil palavras..estas são bons exemplos.
Que esse dia se repita por muitos e felizes anos e que tu vejas ta claro.



 
Não tardará muito que a nossa laurinha se veja no papel de "mãe 2 vezes" qdo os seus rebentos derem frutos :)



 
Africana e adrizinha, e que barato não seria...uma avó aqui como eu? dariamos cabo da acabeça aos pais com tamntas asneiras que vamos fazer. desde que não me doam os ossos , estou preparada para gatinhar, jogar ao berlinde, lançar papagaios, correr por ali fora, levá-los a comer gelados e ao cinema, é pa isso que as avós servem não? palmadas? hum, acho que as dos pais devem chegar...



 
Olá, moça Laura, minha amiga de Angola! Andei, por motivos que não cabem aqui, meio afastado das andanças internáuticas, sem todavia esquecer-me dos amigos...Parabéns pelos teus filhos, e por teres com eles esta relação tão confidente...muitas mães e pais não se dão ao luxo de expressar-se dessa forma, seja por não poderem, ou por não conseguirem, ou mesmo saberem...Tu mais uma vez mostra a todos que não há caminho mais certo que o da singela pureza. E parabéns à eles, teus rebentos, por poderem contar com esta pessoa tão especial que é a mãe deles!

Só um porém: Cuidado com a cachaça! É uma bebida deveras traiçoeira, disso eu entendo, hehehe...ainda mais aconpanhada assim de generosas porções de açúcar mascavo! Antes uma cervejinha, ou ainda um bom vinho...hehehe...!

Um fraterno, transatlântico abraço, Dona Laura! Que Deus sempre te ilumine, e aos teus! Hasta siempre!!!



 
Mestre Splinter, venhas lá de onde vieres, enches meu coração de ternura!
Adoro-te moço de longe, porque sempre escreves palavras com sentido e ternurentas!

De vez em quando dava comigo a pensar; por onde andará aquele espirito aventureiro do Mestre Splinter? Já se terá esquecido sa nina das résteas, que pena, eu gostaria de ir acompanhando a vida dele, mesmo aos bocadinhos!... E apareceste, escreveste. Bem hajas pois moço, e que o teu afastamento nãos e tenha devido a algo de maior, que fosse apenas por preguiça, é que por vezes apetece baixar as mãos e saír por aí a assobiar e não ligar peva a isto, mas..ainda não me atingiu em cheio, e continuo a gostar de andar por cá!

É verdade há pais e pais, assim como também tenho a minha mãe que nunca foi de mimos carinhos, mais de barafustar e ralhar e exigir, e se eu deixasse, ainda agora o faria. Mas há anos cansei que fosse assim, mudei o disco e agora quem toca a musica que quero...sou eu! Tem de ser. Há filhos que ficam eternamente subjugados aos pais que usam e abusam deles, o que estava a ser o meu caso..e não sou assim para os meus, não senhora.
Temos uma maravilhosa relação onde antes de tudo entra o amor. De manhã quando algum acorda (a primeira sou eu porque gosto e adoro ir fazer meu café, abrir a janela, agradecer por tudo, depois venho sentar aqui, e mal um se levanta, ou eu vou acordá-lo (depende) dou beijinho carinho, abraço (porque tenho tempo e muitas mães nem têm, pois saem a correr para trabalhar) e uma amiga da Neide que costuma vir cá nanar aos fins de semana disse; ó Neide na tua casa é sempre assim os bons dias? de beijos, damos beijos sempre nem que seja apenas quando se sai de casa para o trabalho.. há abraços e mimos, puxa que bom, na minha casa ninguém diz bom dia para ninguém, nem abraça nem beija, ehhh mas que coisa boa Neide que tu tens e que mãe tão fixe...A neide disse a ela que começasse por fazer dissso lá em casa, a ver se pegava. ehhhh... Irra se não tivesse o amor e carinho dos filhos, ia buscá-lo onde? a rua fica longe!... é em casa que se deve dar a maior dose de ternura.
Beijinhos milhsres de beijinhos para ti e que durem até à tua próxima visita...



 
Ehhh meu mestre Splinter!
esqueci de falar da cachaça...
Raramente bebo seja lá do que for de alcool e a cachaça é apenas uma. Confesso que vai quase d eum trago, aquilo sabe bem pa caraças, mas..a minha preparo-a eu porque é quase só gelo que o sabor da cachaça em si, se for mais que a minha porção, já não me sabe bem.
Domingo vieram cá 2 brasileiras, cristina e mãe, uma açoreana, a Sónia,uma parisiense, a Getta, ehhhh que mistura fina!... a açoreana e as brasileiras vivem todas na mesma casa, e trouxeram o arsenal para preparar tudo, desde o pau para pisar a lima, o açúcar e o que me ri, até os copos que me ofereceram depois. A brasileira já ia em nem sei quantas caipirinhase já nem queria quase gelo..ela bem teimava que via duas lauras e dois shakas.... as outras beberam duas e pouco mais, eu idem, mas lá ia eu às escondidas por mais gelo e mais açúcar, é que não gosto que se desfaça o açúcar para poder sentir aquele travozinho mascavado....
A próxima que fala (sós e o calor vier em força mesmo) eu bebo a ti ó mestre. vou levantar meu copo e verei meu cara a olhar-me de lado quando falar alto... (a ti Mestre splinter) e obrigada peloa dica, mas..não abuses tu que passar de duas já é mau...beijinho



 
Olá Laurunha aqui ando no teu cantinho a ler esta tua maravilhosa declaração de amor.. Como te entendo.. E depois esta magia nas palavras, Parabéns menina..Gosto muito de te ler... Um beijinho muito grande da ell



 
Há momentos na nossa vida que são eternos! Há momentos inesquecíveis em que caminhamos por um trilho de arco-íris, em que caminhamos por um trilho de canção e tudo à nossa volta é tão belo e mágico. Há momentos únicos na Vida!
Parabéns Laurinha, grande Mãe.



 
Bicnhinho de conta tamém és mãezinha babada como a mim é? que bom se fores. Não há alegria maior no mundo para mim. Homens há-os de todos os tamanhos e feitios, (só tive dois e vá lá ehhhhhh um marido e outro marido, enganei-me na segunda volta ehhh devia juntar trapos e não alianças, mas a vida leva-nos a fazer burradas de todo o tamanho ehhh o homem é bom, mas...)
e como ia dizendo, filhos são estes e amo também os filhos de todas as mães, amar é isso, amar a todos e ajudar onde se pode.
Beijinho a ti doce Ell. lindo nome, soa bem, sempre...



 
Obrigada Aandokan, eu sei que há momentos bons e momentos dolorosos, e tu tiveste mais dos últimos!
Beijinho doce a ti, e telefonaram agora de Coimbra, arre, o exame só em Outubro... ao menos arrefece e junto massas para as idas e voltas que ficam pelos olhos da cara. paciência, mas está tudo bem e a andar... Jinhos a ti...



 
Tenho passado por aqui sem comentar, mas hoje fiquei emocionada ao ler esta sincera descrição do mais belo e inesquecível momento de qualquer mulher ... o momento de ser MÃE.



 
Querida esfinge, o espaço é de todos os que vierem por bem...
Pois, muito obrigada e quando te apetecer falar, é so entrar e sentar, os meus amigos e amigas, como já deves ter reparado...são do melhor...Beijinhos a ti...



 
Desculpe o despropósito e queira passar a publicidade mas a sua participação faz falta aqui!

http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/08/esquerdalhas-e-faschizoides-5.html

Grato



 
Boa noite :)

E o teu pimpolho continua agarrada à mama! Assim, pudera, até eu medrava eheheheheh

Que esse grande AMOR seja sempre retribuído.
1 beijo
Adry



 
Calhar os meus são rebeldes por não terem sido criados a leite materno.

Dei mais uma espiadela por aqui e gostei muito de tudo o que li. Parabéns! Continua.



 
Olá, menina linda das résteas :)

Já consegui libertar-me e agora estou tentanto desenferrujar a língua eheheh
Se passares lá plo meu espaço, ficarás a perceber o que me aconteceu e tb como pensei ter resolvido o mistério das escavações na praia que tanto intrigavam a pascoalita.



 
Querida Adry, tavas a tardar mana, andas muito desleixadinha com a escrita, deves tar a desforrar-te dos dias de trabalho.
A menina cumpriu? escreveu?, já vou ver... Beijinhos e claro com tanto leitinho quem não medrava? Devias ver-me ao outro dia intrigada, mas que coisa porque cresceu tudo tanto?... e que dores, mas a freira que me assistia mais me magoava, tive de por uma pomada para ajudar. e agora lembrei-me que a freira (eu fiquei a detestar a muié) ia d eminutos a minutos com a tal da corneta ou cornetim como eu lhe chamava, encostava na barriga e lá ia ver a dilatação, arre, magoava imenso e eu dizia pa dentro..bem se vê que nunca levaste onde devias!...tinha de ser ehhh, mals abe ela do que a laurinha falava enquanto me magoava.
beijinhos queridinha.



 
Claro que não ó esfinge... todos os ninos são rebeldes numa determinada altura da vida, os meus já passaram as fases deles, mas rebeldia nunca, só o do meio, esse tem cá umas rebeldias, mas eu entendo, são as companhias diferentes, os falares, os quereres, etc etc, os charros e sei lá que mais, as cervejolas, beber quase todos os jovens bebem, ainda não os vi tortos, mas..há sempre um dia, até lá...
Beijinhos e os rebeldes nem são maus, apenas incompreendidos ehhhhhh... Mas temos de moldar os coraçõezinhos em pequenitos,s emrpe gostei de falar com os meus, conversar, rezar e eles lembram-se de muitas coisas. Talvez por não ouvir e não poder falar aortelefone horas e horas, ocupava ot empo com eles na treta e nas histórinhs inventadas, faziamos bolos e comidinhas, e ambos sabem cozinhar muito bem, até o rebelde sabe...arrumavam a casa, era uma maravilha...agora claro, já estão cansadinhos ehhhhhh...
Beijinhos.



 
Cusquinha, vens muito docinha menina linda das résteas hum, que tens na manga?
Pois conta lá, ou antes vou a tua casa ver como foi isso. apesar de tudo gosto de ti e não aceito que magoem uma amiga desse calibre...ai que têm de se entender comigo...



 
A segunda foto é um pouco sexy, rsrsrsrrsrs



 
Alberto!...para o que te havia de dar, ehhh mas não se v~e a cara da sexy ehhhhhh, e alimentar uma criança é uma cena linda e a maioria das mulheres Tinham vergonha de dar o peito na rua se fizesse falta, eu dava, mas claro punha uma fralda por cima, E ao pé dos meus manos e pai nem me ralava, e é lindo ver uma mãe a amamentar e que mal tem? só gente maldosa é que vê maldade nisso.!...



 
Laurinha linda!
Eu tou a crescer, sabias? E ao msm tempo tb vou abrindo os olhos e vejo tanta coisa feia que só me dá vontade de chorar uáuáuáuá

Tum és uma pessoa linda, mas há por aí cada malvado capaz de tudo ...



 
Laurinha linda!
Eu tou a crescer, a aprender coisas, sabes? A abrir os olhos pró mundo e vejo tanta coisa feia que só me dá vontade de chorar uáuáuáuá

Tum és uma pessoa linda, mas há por aí cada malvado capaz de tudo ...



 
e o que é que te fizeram miuda? bateram-te? explica lá quem é que te fez mal para dizeres que há pessoas para tudo etc etc...



 
Ora viram?!Tiraram a mordaça à diabinha, que ja se devia estar a morder toda por dentro por não poder falar, de tal ordem que até se repetiu,tal a fúria!Fujam!ahahahaha



 
Ehhh africana, e quem consegue fujir desta peste que segundo dizem, é o diabinho em pessoa?
Mais vale fazer de conta e nem dar confiança, ela pa pequena sabe mais que o tamanho da lingua dela...



 
Enviar um comentário



<< Home