A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


terça-feira, novembro 28, 2006

 

Esteve sempre na moda...




Esteve sempre na moda sim.. Apalpar o rabo às senhoras..é isso aí gente!! Vivi num País estrangeiro de lingua Inglesa. claro que dou um arremedo de Inglês, não falo corretamente..Impossível. é preciso ouvir o falar, entender, e se ler as palavras não soam como se escrevem!! Estava numa grande casa de modas, o Edgars...Era tanta gente e na hora do intervalo do almoço! ia com duas amigas. de repente um preto enorme, de músculos de aço...lá gostou da bolinha que viu ao olhar para baixo...e vai daí, dá-me um aperto no rabo!!!!Eu fula, nunca tive medo de falar..mas ali..e Inglês não era o que eu falava..sai num português lixado..seu filho da P eu rebento contigo meu cab... (com o meu metro e meio de altura..ele devia ter 1,90 e tal) e ele como sabe que ninguém entendeu aquilo, diz em voz alta e muito complacente (as minhas amigas traduziram á letra...) Ok my friend..eu digo-lhe que mandaste recado!!!! e deslizou no meio da multidão, tão depressa desapareceu..que eu fiquei ali, especada, envergonhada por ser pela primeira vez na vida..apalpada daquela maneira e inda por cima... Mas lembrei-me disso quando a pascoalita contou dos supostos ladrões!!!! E quem não se queixa de já ter levado um apalpão ali na bundinha!!!??????







Comments:
É verdade, está sempre na moda os homens apalparem o traseiro às senhoras.

Ainda há pouco tempo vi uma cena dessas e sorri pois afinal mudam-se os tempos mas a tradição ainda é o que é. neste caso... ainda bem!

:))))



 
ahahah pois é, laurita ... o "famoso apalpanço"!
Por acaso nunca fui assim "apalpada" descaradamente, mas já senti mtos "encostos" eheheheh

Há tempos mto me ri no autocarro. Um sujeito, cinquentão, mto engravatadinho k usa sempre uma daquelas malas à empresário, sabes? tem por hábito escolher o banco do bus qdo ainda está na fila, claro sempre ao lado duma mulher! Já é conhecido até dos motoristas k lhe chamam "o bem posto" eheheh

Há tempos, uma senhora k eu conheço, com quem costumo conversar, deu-lhe uma galheta de tal ordem k todos ouvimos eheheh
O sujeito nem tugiu, nem mugiu, mas nunca mais se sentou ao lado dela eheheh



 
Já agora, laurita, vou contar uma coisa k deixei há pouco por dizer heheheh
Após o tal sujeito se ter sentado 2 ou 3 vezes a meu lado, durante mto tempo andei com um "alfinete" dentro da carteira para lhe "espetar" eheheh

A sério! juro k é verdade! Sim pq eu sou tagarela, mas não dou espectáculos. Se chegasse a vias de facto, ficaria só entre nós dois, a menos k ele gemesse mto alto eheheheh
Bem, um dia contei isso a um dos motoristas e rimos ambos até às lágrimas :-)



 
E por que será k "eles" fazem tanta questão em apalpar?
lembro-me qdo era miúda, lá na aldeia, de ouvir as moças dizer pros rapazotes atrevidos
-"tens a vista nas mãos, como os espanhois??? eheheheh



 
..realmente..quem nunca "sofreu" a aproximidade de uma mão alheia?! haaha,
Há já muito tempo vinha eu para lisboa e o bus vinha tão cheio tal qual sardinha enlatada!Para trás não dava, pró lado nem pensar, à minha frente so cabia o condutor,realmente só conseguia mexer a minha caixa toráxica para respirar e não podia ser profundamente!A dado momento comecei a sentir um passar de mão no meu back side, e uma e outra vez, acho até que já estava a sentir aquela zona dormente!Deu-me uma veneta e digo em voz alta," o senhor é capaz de parar com isso"??"Eu não fiz nada minha senhora" dizia um velhote que estava meio de lado, mas o que estava atrás...tinha pinta de carteirista e devia ser isso que andava a procura, mas como não tinha nada nos bolsos traseiros...presumo que deve ter passado a mão nos traseiros dos demais, que ali iam entalados, tal qual como eu!!
Tava aqui a lembrar-me de uma outra situação, mas essa passada dentro da instituição de saúde onde trabalhava nessa altura. Passou um doente da Psiq.e vinha de casaco comprido vestido. Ao passar por mim diz ele "OLHA" e abre o casaco,era a única peça de roupa que tinha envergada, vinha todo nú por debaixo do albernó!E digo-lhe eu.." ó homem tapa-te, que ainda apanhas um resfriado, se ainda valesse a pena, disso vejo eu todos os dias às dúzias"!!Pudera, trabalhava numa enfermaria de homens e sempre com casa cheia!!!O homem ficou com um ar algo apatetado a olhar para mim mas lá foi andando e apertando o casaco..
Outra foi num jardim público aqui da cidade, estava eu a espera do bus para ir trabalhar, ia fazer noite,e um outro pateta sentou-se num dos bancos do jardim mesmo ali perto da casota do bus e começei a ouvir, psiuuu, psiuu, ao fim de algum tempo( como ando sempre absorta, pensando na minha vida) devo ter acordado e pensei, hã..tou a ouvir chamar?Olhei naquela direcção..era o dito a fazer festas a ele próprio, irritou-me, cá com uma violência! E deviei o olhar,mas ele lá continuava naquela brincadeira, passou um traseunte e pensei, também quero ver agora o teu desplante e fiquei a olhar para ele directamente!O problema devia ser só meu pois o tótó simplesmente se tapou com um saco de plástico,que já trazia para o efeito, digo eu, e com um ar mais natural desta vida lá continuou o seu divertimento assim que o traseunte passou por ele...
São as que me lembro assim de repente...



 
Os tempos mudaram, o meu mais velho, vem lá da escola a dizer que as moças da turma lhe estão constantemente a apalpar o rabo. Eu, aconselho-o a apalpar também em sinal de resposta.
Acho que o parvalhão não se safa, talvez quando a testosterona lhe espicaçar a líbido.
Bem talvez aí o discurso seja outro, "olha pai hoje levei um estalo por apalpar uma rapariga"

:)

Beijo



 
a minha ainda andava no ciclo, tinha uns 9 anos, no dia da entrega da medalha de bronze por ter tudo 5....fui à festa com a m mãe, estava a estacionar e já em cima da hora, vejo-a toda contente..quando manobro para endireitar o carro, olho para a frente e a miuda a chorar convulsivamente, até fazia bolhas no nariz!!!!era cada balão..eu danada..ò parva não me digas que estás a chorar por já ser a hora e ainda estarmos aqui...Não é isso diz ela enquanto as bolas cresciam (no nariz, tal o choro..) Saio do carro e digo..olha que ainda levas um estalo por estares a fazer essa fita (a miuda nem era de fitas..antes pelo contrário)ela abana a cabeça que não, que não..então porque choras dessa maneira, e ela...apalparam-me!!!!eu muito parva pela choradeira..e apalparam-te onde, e ela leva a mão ao peito ao rabo e eu desatei a rir ela não gostou, era pequenina tadinha!!!!e agora?'(eram 600 alunos na escola) Eu não os conheço, mas vou saber de que turma são, e eram 5!!!! eu vou fazer queixa deles..) bom estragaram o dia à miúda!!!! depois ela sózinha..foi ao Conselho directivo, mas primeiro andou a ver a turma..Foram chamados, Levaram todos uns bons pares de estalos, mas ela nunca mais esqueceu!!!!Há meses estava ela no laboratório dela na Univ onde é Uma Bióloga já formada, e estava a ver as vistas, da Univ tem um lindo panorama em frente. Nisto vê um rapaz mal encarado do lado de fora em cima de um escadote enorme a lavar os vidros da sala dela..olha atentamente e reconhece-o..Era um dos que a apalparam..escreve-me um mail na hora e diz..sabes quem acabei de ver aqui???Lembras-te daqueles rapazes que me apalparam? Pois bem, foi este, ele fez-me chorar muitas lágrimas naquele dia e seguintes!!!E agora está aqui a lavar os meus vidros para eu ver melhor as vistas!!!!!!Enfim, um apalpanço com história!!!!Mas não gostou não!!!!
Mais tarde um ano, mais ou menos, foi aprender taekowndo, sagrou-se campeõa , aqui, esteve no ranking Nacional um ano, depois parou , queria dedicar-se aos estudos e foi a melhor aluna do curso dela!! Quando ia para o ginásio depois das aulas, ia a comer um pãozinho, aparecem 3 matulões e o mais atrevido aproxima-se, pede-lhe o pão, ela diz que tem fome e só tem aquele, mas..com pena começa a partir metade, o moço aproveita, tenta chegar-lhe ao peito, ela já boa ginasta..levanta-lhe o pulso com o braço dela no ar, o pão voa, e a mão dela aterra na cara dele a fundo, desatam os 3 a correr o mais que podem..e nunca mais se aproximaram dela..foi para se defender que foi aprender..e conseguiu!! é boa em Body Combat...



 
Pascoalita, estava-me a lembrar desse episódio mas já não sabia quem me tinha contado....Terás sido tu?

Foi aquela que se virou para o indivíduo e perguntou se ainda demorava muito pq ia sair na próxima paragem por isso o aconselhava a despachar-se?
Hahahahaha...



 
xiiiiiiii
vocês têm tanta estória interessante! então e eu não conto nada? (já pareço o da estória, qdo os 3 ladrões tavam a dividir o produto do roubo e ele escosdido ... o chefe dizia "este é pra mim, este é pra ti ... este é pra mim, este é pra ti ... e ouvem uma voz gritar "então e pra mim? nada?" e assim afugentou os ladrõs eheheh)

bem, sai uma estória da pascoalita (podia ser inventada agorinha msm mas juro k é verdadeira)

Nem todos têm a tara de "apalpar", né??? há outras, como sabem eheheh
Um dia, há mtos anos, inda eu era mto anjinha eheheh, às 7,30 da manhã ia a caminho do trabalho e uns metros antes de me cruzar com um magala, este abre as mãos k levava ao fundo da cintura e mostra-me os "legumes" todos!
passado algum tempo, vou sentada no metro, tb mto cedo e um sujeito de meia idade k vai sentado em frente, cada vez k eu olhava na sua direcção, retirava as mãos para me mostrar "uma minhoca" k tava caída sobre o banco!
bem, na altura consegui fazer cara séria ... hoje jamais seria capaz disso eheheheh



 
Ahlka, não sei se te contei o tal episódio.
Têm acontecido tantas coisas cómicas em 12 anos de viagens k dava pra fazer um livro eheheh
O tal sujeito já é conhecido e nenhuma mulher o quer por perto. Mal ele se senta, o nosso espaço começa a encolher ... a encolher ... acabamos encostadas à lateral do autocarro e a perninha do tipo encostada à nossa eheheh
Mas é tão cobarde k se a gente faz um gesto, ele diz de imediato "desculpe!!!" creio k é a única coisa k se lhe ouve pronunciar. Há cada tarado eheheh



 
O Jotabê fala duma realidade diferente, actual.
Acredito k as coisas de tenham inverdito tanto k actualmente as miudas são bem mais atrevidas k eles!
Bem vejo como os meus filhos, já adultos, 25 e 21 anos, são inexperientes comparativamente com as miúdas da msm idade.



 
Ahhhhh a minha nina quando entrou para o ciclo, passados tempos contava-me..ó mamã as meninas daqui são parvas!!!Porquê, perguntava eu...olha uma colega minha hoje estava a chorar, é assim como eu mais ou menos (9) anos..perguntei porque chorava tanto, respondeu que os meninos não gostavam de a apalpar, só queriam apalpar as outras meninas e ela até é mais bonita que as outras mamã!!!Mas chorar??apalpar?ai de quem me apalpar ahhh e eu sem saber que dizer..ó devia ser apalpar a brincar às escondidas devia ser isso..(ela toda finória..na na é nada disso, era apalpar aqui aqui e ali ahhhh) e dizia..a menina é tola, então isso não se faz e ela ainda chora por isso..e abanava a cabeçinha dela.ahh agora é claro, elas devem pagar para serem apalpadas..pois....Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades!!!!



 
haaahaha, achei graça ao comentário do JB em relação ao filho.
Tenho dois rapazes de vinte e nove e vinte e um, o mais velho é um moço calmo nesse campo, o mais novo...como se diz na gíria é bota e vira!E não importa se tem uma namorada oficial ou não.Diz ele que lhe está na massa do sangue!E ainda acha que se for apanhado a namorada tem que o compreender...não é nada machista!



 
Os ninos da africana o mais velho nasceu dois dias entes de eu casar lá longe, ela nem foi ao meu camasento (assim mesmo se escreve..camasento) porque estava na maternidade..já eramos amigas desde esse tempo..o rapaz já deve ter 29 anos ou quase...Bom esse é uma paz de alma mas o mais novo mamã ué maroto cumó milho!!!



 
Publicar um comentário



<< Home