A minha Poesia em pps
Formatado por Zélia Nicolodi, Vitor Campos e Estrelinha d'Alva
(clicar na Imagem)

















Quero Alguém


O meu tecer de Esperanças!...


Já escalei a minha montanha!...


Amar-te-ei Sempre!...


Não te vás nunca!...


Não foi o ocaso


quinta-feira, janeiro 11, 2007

 

Ao Luis, o rapaz do anel!!




Meu amigo do coração
Sinto que te devo
Uma explicação
Por tanta dôr que causei
Nos tempos de outrora..

Amaste-me com sentimento,
Com aquele amor que, tarde,
Compreendi ser verdadeiro.
Disso me hei-de penitenciar,
Nem que seja a vida inteira..

Porque nunca encontrei
Quem esse amor me desse,
Quem tanto me amasse...
Por mais que procurasse, mas..
Sei que amar-te poderia...

Se a isso me dedicasse,
Mas dezasseis anos tinha.
Era uma rapariguinha..
Soubesse o que hoje sei
Que se pode amar alguém

Bastando para isso, querer.
Mas, vaidosa de ostentar
Quem me seguia sempre
Como cãozinho pela trela,
E, para todo mundo ver,

Deixei-te andar assim,
Sempre atrás de mim,
Sem respeitar sequer
O amor que sentias por mim..
E aos quatro ventos, espalhavas!!!!

Peço perdão meu amigo.. De tudo me arrependo.. Arrependo-me do sofrimento que te causei, e mesmo já não pertencendo tu ao mundo dos vivos, sei que onde estás sentes em mim, a dôr mais profunda de ter sido assim!!!!







Comments:
E não acho palavras para serenar a titia que sofre amargurada com a memória desse amor antigo em forma de drama.

A vida é feita de encontros e desencontros, infelizmente há desencontros que jamais e resolverão, este é um deles.

Um beijo titia e serena o coração.

:)



 
O melhor será eu procurar um tal "Aníbal" antes k me torne assim dramática comá ti, mana eheheheh
Um desencontro assim, nem o Saudoso Henrique Mendes conseguia promover :-)
jinhos



 
Jotinha.. Por vezes penso que fui safada e pedante, ele era querido..Quis redimir-me do mal que causei..Não me costuma assombrar a mente, mas quando lembro de longe a longe. Sinto tê-lo feito..Obrigada eu estou serena..Beijo pa ti..



 
Pascoalita só tu........
Deixa lá o anibal que deve cheirar a gasolina e ainda se pega...Como ele te ameaçava..Deixa pra lá, mas que mal tinha se o encontrasses e pudesses bater um papo saudável com ele? Tomara eu ter o Luis por perto para lhe pedir desculpas....Mas nde ele está, já me ouviu há muito a pedir..



 
Laurita, calhar se eu encontrasse o aníbal e lhe pedisse desculpas, ele agia como o "elefante da estória da formiga" eheheheheh
Mas, claro k gostava de o rever, mas não faço ideia como. A última vez k passei na zona onde eu morava nessa altura, ia-me dando um chelique, tal o estado de degradação do edifício e de toda a rua em geral. Até o tipo de comércio já não é o mesmo! Já ali não mora ninguém do meu tempo. Bem, sinto tanta saudade k até me doi o peito :-(



 
Bem diz o Nelson Ned..Que na vida tudo passa, tudo passará, nada fica nada ficará...E aconteceu isso, claro que deves lembrar-te do nome do homem e há sempre a quem perguntar, e que mal tem..Ai as gentes que têm a mania que não se pode isto nãos e pode aquilo..cada um é livre para fazer, dizer o que entender..Eu ia à procura dele e dava-lhe um grande abraço, se foram amigos..



 
Laurinha, não imaginas o quanto foi positivo o resgate deste momento da tua adoloescência. Te levou a refletir e a fazer uma análise dos sentimentos teu e dele vivenciados. Por outro lado hoje tivestes a oportunidade de externar esta angústia que tanto te fazia sofrer. Parabéns menina, por este ato de coragem.
Gilinho



 
Mano Gil, estive a escrever e vi vc no MSN, entrei a correr, mas não o apanhei, que pena, falaríamos em directo!!
Eu já pedi muitas vezes perdão a ele, Estou em paz com este aspecto do meu passado. Só que, não devia ter sido assim e pronto..Poderia ter sido compreensiva e evitaria tanto sofrimento nele. Mas a vaidade tomou conta de mim..e..está ai....Quem é que..não tendo moços atrás, e que não desistem, se pavoneia para todos verem o efeito..aos 16 anos, pois.....Que estupidez mano..mas fui capaz sim...



 
Não há que pedir perdão pois nem sempre se casa com quem gosta de nós, quando não há química não há nada a fazer.

Foi um belo momento de vida e Laura mais estúpida que o amor não correspondido, foi a guerra que o matou!

Tudo de bom



 
Quem sabe, mesmo sendo jovenzinha, já sentia que ali quimica não havia...Foi apenas uma lembrança e realmente, estúpida foi aquela guerra que o matou a ele e a muitos dos nossos... Que o diga quem tinha familiares que lá ficaram..Juro que ainda hoje estou para saber porque se fez essa guerra monstruosa e contra gente da nossa gente!!!! Claro que só podia ser a ganância de uns e de outros e as vistas curtas dos mais simples...É mais uma que deixou marcas profundas em todos os que tivemos que vir embora, por já não aguentarmos o sofrimento e temermos pelas nossas vidas. Sempre perdoei a quem mal me fez. Mas a eles, sejam eles quem forem.. Nunca, nunca perdoarei aos traidores que nos venderam e arrasaram com as nossas vidas, mal erguidas ainda.. à custa de muito suor!!!
Resta-me a consolação de saber que!!

Eles pagarão um preço bem alto, pelas vidas que se perderam,
pelos filhos que ficaram sem pai,
as noivas por casar, as mães que tanto os amavam, como nós amamos os nossos..E tudo isso para quê??



 
E por causa do rapaz do anel, já uma amiga minha verteu lágrimazinhas ontem.. Tive que o levar para corroborar a minha afirmação da histórinha do anel.. diziam, que lindo, que emocionante tê-lo guardado, elas a maioria tiveram os seus aneis e deitaram-nos fora ou nem sequer sabem deles...



 
Pois ... eu tb guardei o meu apenas por algum tempo. Nem me lembro qdo me desfiz dele eheheh
Mas continuo a lembrar-me bem do nino quem mo comprou e até sei em que ourivesaria eheheh



 
Tem que haver uma pista que te leve a ele, um amigo, um conhecido, sei lá..empenha-te mulher e que rica conversa passsados estes anos todos..Acho que é salutar para a alma, e rir sobre isso, os dois no meio de um cafézito..que mal tem?



 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.



 
Claro k não teria mal nenhum e até tenho umas contitas a ajustar com ele eheheheheheheh
alguns anos depois de voltar do ultramar, eu já não morava na msm zona, conheceu por acaso o meu irmão e contou-lhe uma estória totalmente diferente.
"eu teria estado completamente apanha por ele ... só não tinha resultado pq eu teria querido casar e ele teria achado cedo, etc. etc." eheheh
Incrível como a maioria dos homens reage mal a um "Não" :-)
Claro que jamais lhe cobraria isso! Gostaria apenas de saber se está bem.



 
Olha se disse isso então fraco traste era, e de boa te livraste ahhhhhh.. E achas que está um zé limpo agora? O teu padrinho tinha razão ao por-lhe a alcunha de Zé sujo, por ser mecânico, mas porque ele viu lá para dentro do fato dele, que no lugar do coração tinha apenas um tinteiro e de troca tintas ahhhhhh.. Olha o ladrabão....Jinhos..



 
Vês, Laurita? Onde tá o coração da poetisa??? És mto apressada a julgar eheheh Eu não tenho dificuldadem em entendê-lo! Senti pena dele qdo o meu irmão me contou isso.
No fundo, é fruto duma educação em que o homem dava o primeiro e o último passo ... em que o homem foi educado a esconder os sentimentos e aceitar um não duma mulher, era entendido como uma fraqueza. À mulher cabia um papel secundário e bem mais passivo. E eu sempre fui activa e decididia e desde mto cedo pensei pela minha cabecinha e fique entregue a mim própria.



 
Certo mana, mas eu nem sequer o conheci..só quem anda nelas e entra nelas, sai delas....Será que por pensares pela tua cabeçinha e eu pela minha..deu para alguma coisa nesse aspecto?? Ora vai....ambas somos uma dupla de sucesso quanto a isso ahhhhhhhhhhhhhhh...e o resto ahhhhhh só nós duas mesmo mana..



 
Enviar um comentário



<< Home